terça-feira, 18 de janeiro de 2011

Atitude 39! A Paulinha Quebrou o Porquinho - parte 2

Bueno! Depois de a Ana Paula (Paulinha), de 13 anos, quebrar o seu primeiro porquinho, em maio de 2010 e de lá somar entre moedas e cédulas em torno de R$ 120,00, imediatamente damos de presente um outro porquinho, maior e mais bonito, pois a rivalidade Gre-Nal, aqui no Rio Grande do Sul é muito forte. Então, existem no mercado os porquinhos dos dois times. O da Paulinha é do Grêmio. Também damos um porquinho da mesma cor para a Bibiane, de 20 anos.

Para o porquinho da Paulinha foram canalizadas moedas a partir de R$ 0,25 e cédulas de diversos tamanhos, dos R$ 2,00 até os R$ 50,00. 

Bueno! No final do ano, a ansiedade tomou conta da Paulinha, pois não cabia mais nada, nem uma moeda de R$ 0,05. E a ansiedade fez com que ela o quebrasse uma semana antes do natal. E para a surpresa dela e de nós todos daqui de casa, foram somados R$ 647,00, onde, em moedas de R$ 1,00 ela somou R$ 109,00.

A Ana Paula, apesar dos seus 13 anos e estar na idade de querer adquirir produtos de moda, de marca, já aprendeu que o dinheiro não foi feito para gastar e sim investir, ou seja, a ensinamos que a palavra gastar é muito feia. E em vez de gastar, VAMOS INVESTIR. Pode ser num vestido, num tênis, numa sandália, numa seção de cinema e deixamos claro que podemos investir bem, como também podemos investir mal o nosso dinheiro. Sugerimos que, apesar do produto ser conservador e que tenha perdido pra inflação em 2010, todo o dinheiro do porquinho fosse depositado na sua caderneta de poupança, o que foi feito no início de 2011.

E no natal do ano passado, um dos presentes da Bibiane e da Ana Paula foi novamente um porquinho para encher de moedas e cédulas ao longo de 2011. E eu e a esposa "fabricamos" o nosso porquinho: um litrão de dois litros de refrigerante. Lá colocamos apenas moedas de R$ 1,00 por um orifício feito à faca. E este tamanho de moeda não poderá sair pelo gargalo....

A Bibiane tem outros objetivos: viajar a Fortaleza. ainda esta ano. E para aliviar financeiramente os custos da viagem, está ajuntando os cobres e colocando no seu porquinho. 

É uma maneira de comprar sonhos. É uma maneira de investir e não concordamos de que ajuntando moedas, as mesmas vão faltar no mercado, no comércio e nos bancos, pois, ainda não temos uma massiva educação financeira e por incrível que possa parecer, as nossas filhas são apenas duas andorinhas mas elas fazem verão. E não é a atitude delas que vão fazer com que moedas faltem no mercado. Logo, COMECE AGORA JUNTANDO AS SUAS MOEDAS E SUAS CÉDULAS!


E o vivente poderá gostar de ler os seguintes chasques: 


1 - Juntando dinheiro com o "cofrinho" -http://obolsodabombacha.blogspot.com/2010/03/juntando-dinheiro-com-o-cofrinho.html 


2 - Atitude 3! A Paulinha quebrou o porquinho -http://obolsodabombacha.blogspot.com/2010/05/atitude-3-paulinha-quebrou-o-porquinho.html